Manual do Discipulado

 

Lição 1

O servo ama seu Senhor

     O segredo de um bom líder é a presença de Deus em sua vida. Todos aqueles que são cheios dessa presença conseguem alcançar graça diante dos olhos do Pai e dos homens.  Quando somos apaixonados por Deus exalamos Sua presença, e assim, automaticamente somos transformados para termos uma vida plena. Temos relatos de muitos homens que, por serem cheios da presença do Espírito Santo, atraíam pessoas para sua volta.

 

 

“Ao descer do monte Sinai com as duas tábuas da aliança nas mãos, Moisés não sabia que o seu rosto resplandecia por ter conversado com o Senhor.” (Êxodo 34.29-35)

 

            Saber a respeito de Deus não é o suficiente para O conhecermos. O que nos torna íntimo, é o andar com Ele.  Às vezes, estamos cheios de teorias, e, alguns, nem mesmo de teorias.  Para amarmos alguém, é necessário que o conheçamos e tenhamos intimidade com essa pessoa. Para isso, devemos nos aproximar a fim manter um relacionamento saudável, duradouro e sem interesses. Nosso único interesse deve ser de nos tornarmos mais íntimos.

Que sejamos tão íntimos no relacionamento com Deus, que possamos entendê-lo no olhar! Que cheguemos a um nível de intimidade a ponto de discernirmos a vontade do Pai antes que Ele pronuncie uma palavra a nosso respeito. Íntimos não mandam recados, falam pessoalmente. Que consigamos ouvi-Lo independente de outras pessoas serem usadas para nos revelar a Palavra d’Ele. Deus falou pessoalmente com Abraão, Moisés, Daniel, entre outros. Esses outros, somos nós.

  Além disso, nada pode preencher o lugar de Deus em nós. Precisamos ser famintos por Deus, ao ponto de buscá-Lo incessantemente, por onde quer que andemos. O que não provém dos céus não pode roubar nosso coração. Como a presença de Deus irá romper sobre uma cidade, se não consegue fluir sobre nossos corações? De que forma o Senhor irá se mover na igreja e células se não encontrar espaço para agir? Nós somos condutores da presença divina.

 

A busca por bênçãos não traz intimidade, mas a busca por intimidade produz bênçãos.

 

ARREPENDIMENTO

A presença de Deus nos leva ao arrependimento e este prepara o caminho e endireita as estradas do nosso coração. Devemos nos arrepender de atitudes que cometemos no passado, as quais deixaram marcas de dor em nossas vidas e na vida de outras pessoas.

 

Quando o amor de Deus toma conta de nossas vidas nos tornamos conscientes do bem e do mal que causamos, por isso existe a necessidade de arrependimento.

 

Arrepender-se é negar-se a praticar os mesmos erros. O capítulo 5 de Gálatas nos descreve práticas que ferem a conduta do cristão, mas além destas, há inúmeras outras ações que causam dor e sofrimento ao coração de Deus e, por isso, devem ser evitadas. Toda conduta pecaminosa necessita de arrependimento!

Arrependimento produz avivamento

 

         Ao sermos avivados não ficamos satisfeitos com um pouco da presença divina. Não nos contentamos apenas com a Sua visitação, queremos sempre mais d’Ele em nós. Se você aspirar pela presença do Senhor, sua fome por Ele irá contagiar todos a sua volta.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque serão saciados. (Mateus 5.6)

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!