Mensagem para Células Setembro/2014

09/09/2014 21:46

Setembro/2014 Espírito Santo, o investimento de Deus em você

 

1ª semana - A promessa (Jo 14.16-17At 2.17-18; ) Jesus, antes de voltar ao Pai, prometeu que o Espírito Santo ficaria na Terra para ensinar, consolar e guiar a toda verdade (Jo 14.26). Além disso, o mesmo Espírito ao ser derramado, capacitaria o homem a executar dons sobrenaturais. Jesus promete o Espírito como revestimento de poder, consolador e intercessor, pois sabia que o homem não poderia, sozinho, cumprir a missão de preparar o caminho do Senhor. Este revestimento vai além da emoção e não é uma experiência única, é uma dádiva a ser preservada com intimidade ilimitada com Deus. Jesus testifica: Não vos deixarei órfãos Jo 14.18)! O Espírito é o penhor, a garantia da volta d'Ele aos que creem, é o selo do cristão (Ef 1.13-14). Permita que o Espírito Santo faça morada em você.

 

 

2ª semana - A comunhão com o Espírito (2 Co 13.14; Gl 5.25) Deus não derramou o Espírito Santo com a intenção de agraciar o homem apenas em alguns momentos. Muitos cristãos veem a ‘experiência’ com o Espírito como algo a ser guardado para um culto especial, como se o Senhor o escondesse na maioria das ocasiões. O que Deus espera é que o ‘andar no Espírito’ seja tão natural para o  cristão, quanto respirar. Porém, ignoram o Espírito Santo no dia a dia e vivem como se Ele estivesse adormecido. Além disso, alguns cristãos vivem de igreja em igreja esperando que Deus lhe ‘entregue’ algo da parte do Espírito, mas ignoram a presença d’Ele o dia inteiro. O Espírito deseja ouvir a voz do cristão, espera ser convidado para desfrutar da companhia dos Seus filhos ,não apenas por momentos, mas em todas as ocasiões. 

 

 

 

3ª semana - A beleza de interagir com o Espírito (Rm 8.16 ) O que diferencia a Igreja das outras instituições é a presença do Espírito Santo. Se não fosse assim, os cultos seriam mais um tipo de reunião social com a finalidade de reunir pessoas. É a comunhão com o Espírito que torna os homens sensíveis uns aos outros e os fazem glorificar a Jesus (Jo 16.14). Deus chama  a Igreja a ter relacionamento e jamais contentar-se em ser apenas participante  com o Espírito. Exercer comunhão implica em  interagir e corresponder a um relacionamento. Muitos relacionamentos são colocados acima da comunhão com o Espírito e isso O entristece (Ef 4.30; Tg 4.5), pois Ele tem ciúmes dos seus filhos. A interação com o Espírito Santo edifica, constrói pontes entre o homem e Deus e muda, inclusive, a vida de oração da Igreja. 

 

 

 
4ª semana - Espírito Santo, o investimento de Deus em você (1 Jo 2.27).  O enchimento com o Espírito tem como finalidade o aperfeiçoamento do cristão para a plena comunhão com Deus. Não desperdice, um dia sequer, este investimento! A unção recebida do alto deve permanecer, pois é verdadeira e conduz a eternidade. O investimento de Deus inclui o fruto do Espírito (Gl 5.22-25), obra interna,  para aperfeiçoamento e, os dons do Espírito (1 Co 12.1-11), obra externa no cristão, a fim da edificação do corpo de Cristo. Quando afirmou que não deixaria a Igreja órfã, Jesus providenciou uma herança dentro de você, onde ninguém pode tirar. Ou seja, a alguém dentro de você que lhe ensina todas as coisas, lhe compreende e ama como ninguém. Sua missão é lhe convencer do pecado, da justiça e do juizo (Jo 16.8). Ele lhe defende como ninguém (Rm 8.27), pois é o seu principal intercessor. Exercite a comunhão com o seu melhor amigo, o Espírito de Deus, o próprio Deus. 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!